Fotografia ou Pintura?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Fotografia? Não, por incrível que pareça às imagens abaixo são pinturas de artistas mestres em hiper-realismo. 12 artistas que pintam sejam retratos, paisagens ou objetos, tão realistas que chegam a tirara o fôlego.

O hiper-realismo é derivado do fotorrealismo, e teve sua origem na segunda metade do século XX. O realismo é rico em detalhes para que se aproxime ao máximo da realidade, nas obras de pintura, desenho ou escultura.

Os hiper-reaistas costumam utilizar cargas sociais e/ou emocionais de suas obras, contextualizando de modo que crie narrativas singulares e cheias de poesias.

Por se aproximarem tanto da realidade, chegando a ser idêntico, criam uma ilusão de uma nova realidade, mais complexa e mais subjetiva.

Roberto Bernardi: impessoalidade fria

Italiano, as pinturas de Roberto são extremamente reais, fiquei ate na duvida quando eu vi. Começou a pintar telas aos 10 anos de idade, hoje domina o hiper-realismo. Roberto mostra em suas obras cenas da vida cotidiana de forma crítica, exibindo como vivemos de forma automatizada.
00009532 00009529 00009526

 

Alyssa Monks: quando o realismo descontrói a si mesmo

 “Quando comecei a pintar o corpo humano, me tornei tão obcecada com ele que precisava do máximo de realismo possível. Persegui realismo até que chegou a um extremo, e começou a desconstruir a si mesmo”, explica Ayssa Monks, 35 anos, pintora de Nova Jérsei. “Estou explorando a possibilidade e potencial de representação, onde a pintura figurativa e abstrata encontra-se, onde coexistem”.

Como fazer para o abstrato e o hiper-realismo se coexistirem?! Utilizando “filtros’ nas pinturas, como água, vidro, vapor…que acabam distorcendo as figuras que ela representa.Alyssa01 Alyssa02

Juan Francisco Casas: só caneta Bic

O espanhol Juan, de 34 anos, cria desenhos tão realistas usando apenas canetas Bic, incrível não é?!

Começou a seis anos, desenhando seus amigos apenas para se divertir, um ano depois decidiu enviar alguns de seus desenhos para uma copetição nacional de arte, apesar de achar que os jurados iriam achar aquilo um tanto engraçado, uma piada. Acabou levando o segundo lugar.

Alguns de seus desenhos têm metros de altura, utilizando 14 canetas esferográficas cada, podendo levar até duas semanas para ficar pronto.ballpoint-pen-drawings6 ballpoint-pen-drawings3 A-arte-com-Bic-de-Francisco-Casas-14 A-arte-com-Bic-de-Francisco-Casas-11

Gottfried Helnwein: verdades perturbadoras

O mais famoso dos artistas hiper-realistas. Austriaco, Helnwein mostra em seus trabalho um realismo assustador, você fica ate na duvida se é mesmo uma pintura. Alguns de seus trabalhos são sobre a infância e a perda da inocência, diversos autorretratos, alem das pinturas ele trabalha com performances e instalações. Gottfried-Helnwein-12 Gottfried-Helnwein-

Henrik Aarrestad Uldalen: sonhos em realidade

O norueguês Henrik Aarrestad Uldalen é um autodidata que cria obras envoltas em uma aura mística, como se fosse sonhos. As figuras representadas aparecem flutuando, voando ou nadando em grandes espaços vazios.Screen_shot_2012-01-21_at_10.03 112 Henrik-Aarrestad-Uldalen-_12

Paul Lung: na ponta da lapiseira

Paul, um artista de 38 anos de Hong Kong. Seus desenhos são incríveis, ele utiliza apenas grafites simples 0,5 mm e uma folha sulfite A4. Desenhos que seus amigos as vezes desconfiam que sejam fotografias hahahapencil-art-Paul-Lung6 pencil-art-Paul-Lung3

Paul Cadden: carvão e giz branco

Artista escocês, Paul Cadden utiliza apenas grafite, giz branco e carvão para criar retratos hiper-realistas. Ele destaca elementos sutis das cenas, como brilho nas gotas de águas escorrendo ás pequenas rugas que marcam o rosto de um idoso.PaulCadden02 PaulCadden01

Rajacenna : talento aos 20 anos

Não da para acreditar que a artista que fez estes desenhos abaixo tem apenas 20 anos.

Raiacenna é uma holandesa, nascida em 1993, aos 4 anos começou uma carreira de modelos, e aos 5 anos apareceu pela primeira vez na televisão. Estrelou filmes, seriados e novelas e aos 12 anos virou apresentadora de um programa chamado Kinderjournaal.

Apenas em 2009 ela decidiu se dedicar aos desenhos, começou com ilustrações. Ela leva cerca de 40 horas para completar um desenho.Rajacenna-drawing2-550x390 Rajacenna-drawing6-550x780 Rajacenna-drawing-550x390

Steve Mills: simplicidade bucólica

O americano Steve Mills é obcecado pela busca do realismo em seus desenhos. Apaixonou-se pelo hiper-realismo, suas obras demonstram uma paixão pela vida e um gosto em encontrar a beleza nos pequenos detalhes. O próprio artista define seu tema favorito como “o comum incomum” ou “o ordinário extraordinário”.00009540 00009534 00009545

Hubert de Lartigue: a força da sensualidade

Hubert, francês, ilustrador de livros e desenhista de pin-ups, resolveu expressar todo seu deslumbramento pela beleza feminina através de suas pinturas hiper-realistas.screen-capture-33 screen-capture-41

Matteo Mezzetta: o cotidiano em branco e preto

Matteo reproduz em suas telas cenas do cotidiano em preto e branco. Suas obras mostram o cotidiano e o excesso de realismo, colocando situações absolutamente comuns como arte, obrigando o expectador a refletir.172-Untitledgeometry_web_850 156-Untitled-dner-bourgeois_2011_105x140_700 mezetta_02

Yigal Ozeri: mulheres etéreas

Yigal, de Israel, gosta de retratar jovens mulheres em conexão com a natureza, envoltas em um ar etéreo e misterioso. Suas obras têm feminilidade e sensualidade com um toque renascentista. Desire-for-Anima-Yigal-Ozeri_mike-weiss-gallery_yatzer_3 Desire-for-Anima-Yigal-Ozeri_mike-weiss-gallery_yatzer_4

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s